Sefaz e Famato divulgam vídeo aulas sobre emissão de NFA-e


Publicado em Dezembro 21, 2020

Conteúdo é direcionado para microprodutores e pequenos produtores rurais que utilizam o documento fiscal

Assessoria | Sefaz-MT

Com o objetivo de auxiliar microprodutores e pequenos produtores rurais na emissão de nota fiscal avulsa eletrônica (NFA-e), a Secretaria de Fazenda (Sefaz) e a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato) disponibilizaram uma série de vídeos que ensinam todas as etapas para emitir o documento. O material pode ser acessado no canal do YouTube da Famato.

Os vídeos são autoexplicativos e mostram o passo a passo no sistema emissor da Secretaria de Fazenda, disponibilizado aos contribuintes. Além da aula de apresentação, foram produzidos outros conteúdos que demonstram a emissão da NFA-e em diversas operações como, por exemplo, no transporte interno de gado.

Para a secretária Adjunta de Relacionamento com o Contribuinte, Maria Célia de Oliveira Pereira, a parceria entre Sefaz e Famato vai possibilitar que essa capacitação chegue em todas as regiões de Mato Grosso, facilitando o dia a dia dos microprodutores e pequenos produtores rurais. Além disso, dará mais autonomia para que eles emitam o próprio documento fiscal, sem precisar se dirigir até uma Agência Fazendária ou ter gastos com serviços contábeis.

“O documento fiscal emitido na agência fazendária é o mesmo que o produtor vai emitir pelo sistema fazendário. A facilidade é que ele não precisa ir até a Agência Fazendária ou de contabilista, e nem de certificado digital, porque esse documento é emitido com a certificação da Secretaria. Para emitir a NFA-e basta ser pessoa física, possuir inscrição estadual e criar a senha de acesso”, pontua Maria Célia.

A NFA-e é emitida de forma gratuita no site da Sefaz, por meio do Acesso Restrito. Caso não tenha senha de acesso, é necessário fazer um credenciamento – informando a inscrição estadual – e solicitar a liberação da senha, que deve ser criada pelo contribuinte.

O uso da NFA-e é obrigatório para os microprodutores, ou seja, aqueles que faturam até 5.350 Unidade Padrão Fiscal (UPF) por ano, e para os produtores rurais que em 2020 emitiram até 30 Notas Fiscais Eletrônicas (NF-e). O documento fiscal possui validade nacional e é utilizado para acobertar operações com bens e mercadorias realizadas por esses.

Mais Notícias

Seminário Dia ‘D’ da Educação Contábil

O Conselho Regional de Contabilidade de Mato Grosso (CRCMT), realiza no dia 24 de maio (terça-feira), às 09h00 (horário de Cuiabá), […]

Gabarito preliminar das provas objetivas do Exame de Suficiência já está disponível

Por Lorena Molter Comunicação CFC Os candidatos da primeira edição de 2022 do Exame de Suficiência do Conselho Federal de […]

Live REDESIM : Gerador de Documentos e Registro Automático

Live REDESIM : Gerador de Documentos e Registro Automático 📌Mais sobre o evento: 📅 Data: 10  de maio ⏰ Horário: 09 horas  🎤 Participação: Manoel […]

Mais Notícias
Envie-nos uma mensagem
WhatsApp
Fechar