Serviços on-line Seta

O tema Ética é o ponto alto do primeiro dia do III Ciclo de Palestras

Fonte: Pau e Prosa Comunicação

Mais de 280 pessoas lotaram o auditório do Conselho Regional de Contabilidade de Mato Grosso no primeiro dia do “III Ciclo de Palestras – Tributação e Contabilidade: Ética e Sustentabilidade”, evento promovido pelo Sindicato dos Fiscais de Tributos Estaduais de Mato Grosso (Sindifisco-MT) em parceria com o Conselho Regional de Contabilidade de Mato Grosso (CRC-MT). O Ciclo de Palestras coincide com a comemoração do Dia do Fiscal de Tributos Estaduais e o Dia do Contador.


A solenidade de abertura contou com a presença de autoridades estaduais e municipais, como o presidente do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso, Waldir Teis, o secretário estadual de fazenda, Paulo Brustolin, e o secretário de fazenda de Cuiabá, Pascoal Santullo.
O presidente do Sindifisco-MT, Ricardo Bertolini, destacou a qualidade dos palestrantes e do evento como forma de contribuir para a qualificação dos profissionais, permitindo, além disso, a troca de experiências. “Estamos trazendo palestrantes com destaque nacional e internacional, vamos debater assuntos atuais, como os incentivos fiscais e a delação premiada. E o objetivo maior é de que possamos discutir os limites da ética, sempre em busca de um melhor ambiente na administração pública”, explicou Bertolini.

Já a presidente do CRC-MT, Silvia Cavalcante, reforçou o momento histórico vivido pelo país e pelo Estado de Mato Grosso, em razão dos recorrentes escândalos de corrupção envolvendo agentes públicos, e fez um chamamento aos participantes. “Nós, como profissionais das áreas fiscal e contábil, somos instrumentos da sociedade. A sociedade e a Constituição Federal em seu artigo 37 exigem eficiência na gestão pública. Devemos estar sempre prontos para fiscalizar e contribuir para a construção de uma sociedade melhor”.

A conferência de abertura foi ministrada pela doutora em Direito Tributário pela PUC-SP e professora de pós-graduação do IBET/CAEJ, Fabiana Del Padre, sobre o tema “Teoria dos Valores e das Provas”.

Em seguida, foi realizado o painel “Ética e Eficiência na Administração Pública”, com o secretário estadual de Fazenda, Paulo Brustolin, a presidente do CRC-MT, Silvia Cavalcante, e o fiscal de rendas de São Paulo, Osvaldo de Carvalho. Em sua fala, Paulo Brustolin apresentou a realidade com a qual se deparou quando assumiu a pasta no início da gestão Pedro Taques, de abandono das estruturas físicas e da falta de integração dos sistemas da SEFAZ. “Nós, como servidores públicos, precisamos fazer mais com menos todos os dias. Nós precisamos investir adequadamente o recurso público. É isso o que a população espera”, avaliou Brustolin.

E para finalizar o dia de debates, o doutor em Direito Econômico e Financeiro pela USP, André Moreira, falou sobre o “ICMS”, Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços, e os tributos estaduais.

O primeiro dia do Ciclo de Palestras terminou com a apresentação artística do grupo vocal Alma de Gato.

Participantes

Os participantes avaliaram positivamente o primeiro dia do III Ciclo de Palestras. Para o fiscal de tributos Paulo Eron, que atua em Rondonópolis, os temas trazidos pelo ciclo dialogam com a rotina da profissão. “Um Ciclo de Palestras como esse, com pessoas que vêm de fora, com conhecimento diferenciado, vai ser muito proveitoso para quem trabalha na área de tributação, especialmente nós que somos fiscais do Estado”.

Já para o contador Aloísio Rodrigues, vice-presidente de Fiscalização, Ética e Disciplina do CRC-MT, o evento deve também contribuir ainda mais para a qualificação dos profissionais da contabilidade. “Nós temos a oportunidade de discutir assuntos essenciais para a nossa profissão, com palestrantes de alto nível e isso, sem dúvida, vai refletir em uma melhor qualidade do serviço que é prestado à população”, finalizou.