Serviços on-line Seta

Parceria entre MPMT, CRCMT e Aspercon vai agilizar perícias na área contábil

Por: Assessoria MPMT
Fonte: CLÊNIA GORETH

Foto de Gláucia Almeida - CRCMT

O Ministério Público do Estado de Mato Grosso, Conselho Regional de Contabilidade e Associação dos Peritos Contadores do Estado vão celebrar Termo de Cooperação Técnica que possibilitará a ampliação do número de peritos contábeis nos Centros de Apoio Operacionais (CAOs).

Nesta quinta-feira (23), o procurador-geral de Justiça, José Antônio Borges Pereira, o coordenador dos CAOS, promotor de Justiça José Mariano de Almeida Neto, o presidente do CRC, Manoel Lourenço de Amorim Pereira e o presidente da Aspercon, Edson Francisco Perusseli se reuniram para acertar os detalhes da parceria.

Segundo o coordenador dos CAOs, setor responsável pela realização das perícias solicitadas pelos promotores de Justiça de todo o estado, a parceria que está sendo construída será fundamental para zerar o estoque de demandas na área contábil. Ele explicou que quando assumiu a coordenação, em março deste ano, havia um estoque de solicitações, mas que já foi reduzido com o aumento de cinco para sete peritos na atual gestão. “Com essa parceria que estamos firmando, a meta é zerar o estoque de demandas de perícias”, destacou. 

O procurador-geral de Justiça, José Antônio Borges Pereira, ressaltou que, além de possibilitar a celeridade na conclusão das perícias, a parceira contribuirá para a intensificação do combate à corrupção e à defesa do patrimônio público. Adiantou que o Termo de Cooperação também tratará da realização de cursos de capacitação dos contabilistas, dos analistas e assistentes contadores, dos peritos contadores, promotores e procuradores de Justiça do Ministério Público do Estado de Mato Grosso.

“Essa parceria contribuirá para o aprimoramento do trabalho de controle social das três instituições e para a dinamização das atividades em defesa de direitos e interesses constitucionalmente assegurados, pois subsidiará com informações e serviços técnicos acerca de fatos que possam constituir elementos de convicção de inquéritos civis, ações civis púbicas ou de outro procedimento judicial ou extrajudicial”, afirmou Borges.

Também participaram da reunião realizada nesta quinta-feira, o assessor jurídico do CRC, Marcos Roberto Braz Silva e a assistente ministerial do MPMT, Patrícia do Amaral Viana.